Moto elétrica, melhores modelos

A procura por um veículo bom e barato cresce a cada ano no Brasil, e moto elétrica se tornou o veículo favorito da vez.

Os tempos mudaram, e com isso, a realidade do brasileiro também, como a necessidade de um transporte viável. E, são nesses momentos que surgem os meios movidos à eletricidade, como a moto elétrica, sendo duas classificações:

  • A moto scooter, que são famosas por parecerem bicicletas, fornecendo ao motorista uma posição mais agradável;
  • A moto convencional, com características de motos tradicionais. Assim, atraem públicos diferentes.

As empresas brasileiras começaram a focar em produtos que atendessem o mercado. Com os altos custos da gasolina, e a necessidade de um veículo mais ágil no dia-a-dia, as motos elétricas (principalmente a scooter elétrica) foram sendo escolhidas como opção, e com um valor mais acessível ao consumidor. Além disso, esse transporte causa menos poluição e torna-se mais econômico.

O que é uma moto elétrica

Os modelos de veículos elétricos (com bateria recarregável) estão crescendo no país, e a moto elétrica destaca-se pela sua fácil locomoção, e redução de valores, como os gastos com gasolina. Desta forma, para o cliente um excelente custo benefício e uma aparência atraente.

Vantagens de ter uma moto elétrica

As motos movidas à eletricidade estão tendo destaque no mundo dos automóveis procurados, por isso, separamos alguns pontos de vantagem:

  • Combate à poluição ambiental/sonora: são ideais para a preservação do meio ambiente, pois os motores elétricos não são emissores de gases poluentes, e ajudam na diminuição dos barulhos das ruas, já que são mais silenciosas, diferente das motos tradicionais;
  • Manutenção: possuem menor necessidade de conserto, por conta do seu motor fazer um trabalho menor do que o de uma moto com motor à base de gasolina/etanol;
  • Economia: melhor investimento devido ao custo da gasolina, logo é favorável ao consumo de energia, que fortalecendo o custo benefício, e também ajuda na diminuição dos impostos, sendo menor que dos outros veículos.

Modelos de motos elétricas mais procurados

Selecionamos alguns modelos bastante procurados e com ótimo custo benefício, comparado aos valores de motos tradicionais.

  1. Voltz: a moto voltz é uma das mais procuradas entre os consumidores. O modelo voltz EV1 – a scooter 2021 tem um motor elétrico de 3000W (antes de 1800W), podendo ter duas baterias dando duração de 28h/60V, com velocidade máxima de 60km/h (ideal para o dia-a-dia na cidade). Clique aqui e saiba seu preço pela tabela fipe de moto.
  1. Aima Tiger X6: moto elétrica chinesa importada, com motor de 12000W (com um sistema de função a disco), chega à 49km/h, rodando cerca de 65km com bateria carregada 100%. Clique aqui e saiba seu preço pela tabela fipe de moto.
  1. Energie Mobi Super Soco TC: produzida no estado de São Paulo, possui uma pegada estilo anos 50, tem um motor Bosch de 15000W, 75km/h, em uma recarga pode rodar 60km, ou 120km caso opte por outra bateria. O valor chega a ser um pouco alto por conta da iluminação, com full-leds, painel LCD, etc. Clique aqui e saiba seu preço pela tabela fipe de moto.
  1. MUUV Custom S: o único modelo sem exigência de CNH, pois não é classificado como motocicleta ou ciclomotor. Possui um design diferente, com uma semelhança de um patinete elétrico, tem um motor de 1500W, 50km/h, com recarga total roda 50km, e suporta até 150kg. Clique aqui e saiba seu preço pela tabela fipe de moto.

É importante fazer pesquisas para saber, de fato, qual o modelo ideal pra você, e qual se encaixa no seu perfil.

Perguntas frequentes sobre a tabela fipe de moto

A tabela fipe de moto é um meio de consulta que serve como base referencial de preços médios de motos, para a venda de motos novas e usadas a partir do que foi ofertado por vendedores no mercado brasileiro. Além disso, é importante como indicador para, por exemplo, tributos, seguros, financiamentos, contratos, etc.

Tabela fipe de moto não é o preço final de uma moto

É preciso saber que a tabela não é o que determina o preço final da moto (ou que seja regra), mas sim um método de partida para análise de venda e avaliação. Isso é, pesquisadores baseiam-se na coleta de preços das motos novas e usadas, descartando preços muito alto, muito baixo ou com baixas observações estatísticas, gerando índices e indicadores, para os preços médios.

A análise na Tabela fipe pode ser realizada de acordo com a versão, motorização e ano-modelo de uma moto, a sua conservação, algumas diferenças pontuais (exemplo, cor e acessórios), e, em alguns casos, a sua localização (alguns tipos de veículos são melhores para uma região específica), podendo, dessa forma, variar.

Preço da moto

É preciso saber que a tabela fipe não é o que apenas determina o preço da moto, mas sim um método de partida para análise de venda e avaliação.

A análise pode ser realizada de acordo com a versão da moto, motorização e ano-modelo, a sua conservação, algumas diferenças pontuais (exemplo, cor e acessórios), e, em alguns casos, a sua localização (alguns tipos de veículos são melhores para uma região específica), podendo, dessa forma, variar.

Se você já tentou vender a sua moto usada, uma das primeiras perguntas que você faz a si mesmo é: quanto vale o preço da tabela fipe para moto usada como a minha?

E ainda mais: Será que este valor apresentado vai ser o valor final da minha moto usada? Abaixo vamos falar sobre fatores que influenciam no valor final do seu usado e que podem fazê-lo valer mais ou menos que o preço da tabela fipe.

Fatores que influenciam o preço da tabela fipe para moto usada

Alguns aspectos devem ser levados em consideração na hora de vender sua moto usada e que podem impactar no preço de venda e o valor do veículo da tabela fipe. Abaixo listamos alguns pontos que devem ser considerados e impactam no valor final da moto seminova em comparação com o preço da tabela fipe de um veículo:

Motos usadas que sofreram colisão leve ou média (o preço final pode chegar a 80% do valor descrito na tabela fipe); Motos com quilometragem acima da média (o preço final pode chegar a 85% do valor descrito na tabela fipe); Motos que não sofreram nenhum tipo de colisão, que estão dentro da média de km e que possuem um histórico completo de manutenção (o preço final pode chegar a 110% do valor descrito na tabela fipe).

Obs: Estes percentuais são apenas uma referência, visto que além disso existem outros que influenciam no valor de mercado do seu veículo, como modelo, conservação, cor e até região do país. Para ter um valor mais exato é importante buscar uma empresa especializada para realizar esse tipo avaliação, onde será feita vistoria completa para para determinar o seu real estado, além de uma pesquisa de mercado para entender os valores médios para determinado tipo de veículo na região.

tabela fipe, moto usada, moto semi-nova

A tabela fipe de motos: sua importância e onde consultar

A tabela fipe de motos é a principal referência no Brasil para quem deseja comprar ou vender motos usadas ou seminovas. O índice fipe é baseado em uma coleta de dados que considera o preço de carros, motos e caminhões em todo o território nacional. O preço considera motos novas e usadas. Além disso, o preço da fipe é atualizado mensalmente, refinando os detalhes.

Você pode consultar rapidamente e de forma gratuita o preço dela para o seu veículo novo ou usado a partir dos links abaixo:

Abaixo você tem acesso ao preço de motos novas ou usadas:

Abaixo você tem acesso ao preço de carros novos ou usados:

Abaixo você tem acesso ao preço de caminhões novos ou usados:

Observação importante

Uma observação importante e que deve ser levada em consideração: A tabela fipe não é o único fator para definir qual será o preço final de venda de uma moto nova ou usada. Vários outros fatores podem determinar o valor de mercado da sua moto, como: Estado geral da moto, mecânica e conservação da moto, se a moto já foi batido ou não, se a documentação está em dia, entre outros. Ou seja, a tabela fipe não é o principal meio de se precificar um veículo na hora da venda ou compra de uma moto.

O valor apresentando na tabela fipe serve apenas como uma referência para o cálculo dos seus impostos e seguro. A forma mais correta para se obter o preço mais real do valor final de uma moto é consultar o preço de mercado da moto, que é influenciado por diversos fatores, incluindo se ele está sendo procurado pelo mercado.

Ao querer vender sua moto, um dos maiores questionamentos é como valorizar e conseguir um preço acima da tabela fipe. Mas quais itens são avaliados e como cuidar da sua moto usada para fazer com que ele tenha um preço melhor no mercado?

Como definir um valor para vender sua moto usada?

Procure locais ou pessoas que estejam vendendo o mesmo seminovo que o seu, tente se ater ao ano-modelo para ter um referência condizente com sua moto. Nessas buscas, procure fatores que diferenciam sua moto das demais, ou seja, alguns atrativos positivos que vão servir como argumento de venda na hora de negociar.

Existem alguns fatores que influenciam no preço final da sua moto: estado de conservação, quilometragem e histórico do veículo. Esses quatro pontos são os principais e que mais vão influenciar no preço de venda da sua moto.

Como ter mais chance de vender seu veículo acima da tabela fipe?

Agora, se você quer vender seu seminovo um pouco acima da tabela fipe, você deve fazer uma vistoria geral na moto. Conferir toda a parte mecânica do mesmo, como sistema de suspensão, direção, freios, luzes e pneus. Além da parte mecânica da moto, a estética deve estar em dia, como pintura em bom estado de conservação. Além de tudo o que foi dito, não devemos levar em consideração apenas do preço da moto usado pela tabela fipe. O meio correto é consultar o preço de mercado do veículo usado, que é influenciado por diversos fatores acima mencionados e se ele está sendo procurado pelo mercado.